quarta-feira, 3 de março de 2010

Fila! Para que?

nt      Olá Pessoal!
      Fico me perguntando porque a fila ainda é algo tão comum na rotina das crianças pequenas em algumas instituições, sejam públicas ou particulares. Herança do regime militar? Talvez... Mas acho que precisamos nos indagar: qual o sentido da fila nas instituições educativas em uma sociedade que busca a formação de cidadãos em uma perspectiva democrática?
      Em que lugares as pessoas precisam se deslocar em fila para irem de um ponto a outro? No banco, fazem fila para pagar contas, no restaurante por kilo para pegarem sua comida. Mas o objetivo não é fazer fila para chegar a um outro lugar. 
      Mas há uma instituição em que a fila é recorrentemente usada para deslocamento: a PRISÃO. Lá os presos são constantemente vigiados. Michael Foucault em seu livro: "Vigiar e Punir" compara o presidío e a escola como instituições disciplinadoras de corpos. A julgar pela prática das filas em algumas instiuições educativas para os pequenos, não está longe de ser verdade...
      Afinal para que serve a Educação Infantil? Não se trata da formação integral da criança pequena, em uma perspectiva democrática, e portanto que considera o protagonismo infantil? É possível articular essa concepção a uma outra disciplinadora de corpos? Afinal, o que queremos para as nossas crianças?
Um abraço!




26 comentários:

  1. São comportamentos do POSITIVISMO que, a exemplo das intituições militares, as Escolas ainda seguem. Maria Montessori diz que, em sua época era assim: "As crianças ficavam pregadas em seus lugares, como se fosse uma coleção de borboletas". E, ainda hoje é assim, filas indianas. Lá na frente, professor, giz e quadro negro. Não mudou nada...

    ResponderExcluir
  2. A fila em si, é apenas uma determinada estratégia, uma técnica de agrupar pessoas. Trata-se de refletirmos sobre o modo como usamos esta técnica, se para organizar, contsruir disciplina, ou se para disciplinar e silenciar corpos. Conforme Adorno (educação após Awchi..)a sociedade tornou-se contraditória e assim é o uso dos objetos, técnicas, pessoas. Desta forma a fila pode servir e não servir à emancipação humana. Gostaria de citar uma outra estratégia recorrente no CEI em que trabalho, como coordenadora Pedagógica. As crianças vão ao refeitório, ao parque, etc, de mãozinhas dadas, por várias vezes ao dia, vejo pares de crianças distribuídas de forma "espontânea" ao longo do corredor, vão brincando e conversando de um ambiente a outro...podem ver a si, ao outro, a frente, atrás, por meio desta brinlhante estratégia...!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sensacional!! Por imposição tenho q fazer fila, sou de Arte como posso olhar para trás e ver esses pequenos sendo manipulados e eu na frente como general. NÃOOOOOO!! VOU MUDAR ISSO!!

      Excluir
    2. Concordo plenamente, odeio crianças em fila, meu pátio começa a partir da porta de minha sala como fazer fila, e sou chamada a atenção disso todos os dias, mas não tem com segurá-los. E adoro vê-los correndo e felizes.

      Excluir
  3. É bem verdade que a fila permanece. Sendo essa, uma herança do regime militar ou estratégia para manter a disciplina nas escolas?
    Será que não existem outros meios de formar cidadãos éticos a não ser por meio da fila?

    ResponderExcluir
  4. Adorei este post e os comentários. A fila na escola e principalmente na Educação Infantil não há nenhuma justificativa positiva, é somente uma prática de controle.

    ResponderExcluir
  5. Sempre me pergunto isso quando vejo aqueles corpinhos um atrás do outro. E a profe que para milhões de vezes a fila para colocar um ou outro no lugar???? Arghhhhh. Ora, criança é movimento e não existe movimento controlado ou disciplinado...
    Adorei o teu blog! Etou de add no meu e se me autorizar gostaria de reproduzir essa postagem no meu blog (com os devidos créditos).
    Bjs
    Marisete Schmidt
    http://queroumcolinhoeprimeirospassinhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá Marisete!
    Fique a vontade para reproduzir e comentar no seu blog as postagens que quiser. Elas são publicas.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. OLÁ JANAINA"

    EM PRIMEIRO LUGAR PARABÉNS PELO BLOG.FIQUEI EMOCIONADA AO ENCONTRÁ-LO MESMO QUE SOMENTE HOJE COM ESTE ASSUNTO TÃO IMPORTANTE, PORÉM NÃO VALORIZADO.
    SOU PROFESSORA NO 2º PERÍODO DA EDUCAÇÃO INFANTIL EM UMA INSTITUIÇÃO DIRIGIDA POR PADRES, QUE INSISTEM EM MANTER A FORMAÇÃO DA FILA PARA TUDO FORA DE SALA DE AULA. INFELIZMENTE A SOCIEDADE NÃO ACOMPANHA O DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÕES TRAZIDOS PELO TEMPO.
    VENHO SENTINDO-ME INCOMODADA COM ESSA POSTURA, NÃO CONCORDO COM A IMPOSIÇÃO DISFARÇADA, COMO SE DIZ... PARA MANTER A DISCIPLINA, OS PEQUENOS FICAM CONDICIONADOS A UM PADRÃO QUE NÃO É CARACTERÍSTICA DA IDADE.
    O QUE POSSO FAZER PARA AMENIZAR ESSA SITUAÇÃO QUE JÁ CAUSA CONSTRANGIMENTOS EM OUTROS COLEGAS DE TRABALHO TAMBÉM?
    SE PUDER ME RESPONDER, DESDE JÁ TE AGRADEÇO.

    GRATA

    thanya.correa@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  8. Janaina,
    também me incomodo com as filas dos pequenos e gostaria de sugestões para deslocamentos, inclusive com escadas, dentro das escolas.
    Obrigada,
    Marisa
    mar_isacs@hotmail.com

    ResponderExcluir
  9. Janaina,
    também me incomodo com as filas dos pequenos e gostaria de sugestões para deslocamentos, inclusive com escadas, dentro das escolas.
    Obrigada,
    Marisa
    mar_isacs@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. a evolução do regime militar fez com que evoluíssemos tanto, não é? não sou militarista de forma alguma mas, esse mundo de fantasias de cçs tão comportadas que não necessitem de filas existe? aonde? na ZL de SP é zona de guerra , temos "voadoras" cças que moram em abrigos, ausencia de pais e poder público, polícia repressora, cças de 3 e 4 anos que veem coisas incrívéis, por favor me apresentem o mundo cor de rosa e saio da disciplina fila com prazer. AAAA me esqueci de mencionar a nossa maravilhosa democracia onde um terço da população jovem pobre está morrendo, o professor não tem autonomia de didática, não concordar significa baderna, a a lei sempre vai estar do lado de quem paga mais.....

    ResponderExcluir
  11. a evolução do regime militar fez com que evoluíssemos tanto, não é? não sou militarista de forma alguma mas, esse mundo de fantasias de cçs tão comportadas que não necessitem de filas existe? aonde? na ZL de SP é zona de guerra , temos "voadoras" cças que moram em abrigos, ausencia de pais e poder público, polícia repressora, cças de 3 e 4 anos que veem coisas incrívéis, por favor me apresentem o mundo cor de rosa e saio da disciplina fila com prazer. AAAA me esqueci de mencionar a nossa maravilhosa democracia onde um terço da população jovem pobre está morrendo, o professor não tem autonomia de didática, não concordar significa baderna, a a lei sempre vai estar do lado de quem paga mais.....

    ResponderExcluir
  12. Olá desconhecido! Eu não trabalhei na Zona Leste com as crianças diretamente, mas nos anos 90 fiquei por alguns anos em EMEIS na Zona Sul (Parque Santo Antonio, Jardim Capelinha, Jardim São Luís) como professora da rede municipal. E o que presenciei não me parece uma realidade tão distante da que você descreve. Já vi também muita repressão da polícia, do poder público e dos adultos. Acredito que a vivência dessa experiência tão marcante de violência (seja física ou simbólica) faz com que nos posicionemos no mundo de um outro lugar. Seremos nós também agente de violência e repressão? O mundo está longe de ser cor-de-rosa, mas em que medida nós contribuimos para deixá-los mais cinzento? Como mostrar as crianças que vivem e reproduzem essa violência no cotidiano , que há outras formas de se relacionar com o mundo? Um dos intuitos de criar esse blog é refletir também sobre questões como essa. Se temos como princípio que queremos uma sociedade mais justa e democrática, precisamos nos fortalecer como educadoras e compartilhar experiências e caminhos. Vamos conversando! Beijo grande!

    ResponderExcluir
  13. Quero por favor sugestao para levar os alunos da sala para as diversas atividades fora da sala.. preciso leva-los com segurança pois ha rampas etc,..O fato é que se nao por fila como seria?

    ResponderExcluir
  14. Eu também quero parabenizar pelo blog e fico agradecida pelo tema tão importante sou professora e não concordo com o uso da fila.Gostaria que esse assunto fosse mais discutidos pra que isso possa mudar nas escolas o tempo do militarismo já passou.

    ResponderExcluir
  15. Eu também quero parabenizar pelo blog e fico agradecida pelo tema tão importante sou professora e não concordo com o uso da fila.Gostaria que esse assunto fosse mais discutidos pra que isso possa mudar nas escolas o tempo do militarismo já passou.

    ResponderExcluir
  16. Muito importante essa reflexão sobre a fila! É a ponta de um grande iceberg. Vejam o TCC http://www.pedagogia.ufscar.br/documentos/arquivos/tcc-2003/a-fila-como-ritual-escolar-na-visao-dos-professores/view e quem quiser debater mais a favor de uma escola mais humana acesse Educação Mais Humana no Facebook.

    ResponderExcluir
  17. Sempre tive um pé atrás com fila. A exigência da coordenação em manter crianças de 4 e 5 anos em fila me fez procurar maiores informações sobre a dificuldade dessas crianças em permanecerem em fila. Encontrei pouco material. Gostaria de uma visão pedagógica para esta dificuldade. Seria a Educação psicomotora de Wallon; funções cinética e postural?

    ResponderExcluir
  18. tá ótimo , tire as filas ... e as crianças se perdem , ficam correndo feito loucas , pulam e saeem fora de si . Assim como não tem educação em casa e respeito , também vem para escola sem o mesmo. Se você as levar no refeitorio com apenas 25 crianças uma do lado da outra jamais chegará a lugar algum , e alguns ainda vão se perder . faça o mesmo com 30 salas de 25 ... quero ver se dá certo. ou seja , é um mal , mas necessário , pelo menos dá a visibilidade da criança no caminhar , ou vocês são magicos ?

    ResponderExcluir
  19. Anônimo, são várias as experiências na Educação Infantil que não utilizam a fila para deslocamento das crianças. Se tiver interesse em conhecer, te indico algumas instituições da rede pública de São Paulo que vale uma visita. Abraço forte e fraterno!

    ResponderExcluir
  20. Ola sou coordenador de disciplina e tenho minhas duvidas quanto ao uso da fila, escrevi um livro para disciplina, onde contemplo técnicas de trabalho para monitores dentro da escola, que tragam conforto e segurança para nossas crianças, seja onde for e como for costumo dizer que temos que agir como os radares do cenipa em brasilia, sempre ligado em todos os lugares, ou seja não perdendo nenhum aluno de vista. Att. Luiz Schenfeld

    ResponderExcluir
  21. Meu whatsap é 51 - 982781531 Att. Luiz Schenfeld

    ResponderExcluir
  22. Só não entendo uma coisa: Quando esta criança crescer e for num banco, ela deverá fazer fila ou simplesmente atravessar à frente de todos?
    E quanto a àquela unica professora e seus unicos dois monitores que precisam cuidar de cerca de 40 ou 50 aluninhos, como eles darão conta de todos, se estes estiverem espalhados pelo corredor, sem andar em fila. Cabe a nós sairmos perseguindo aquele aluno que não quiser seguir o grupo e decidir correr na direção oposta a qual toda a classe está seguindo? Pois se assim for creio que os profissionais não darão conta de ir atrás de todos os alunos que se recusarem a fazer algo.
    Atualmente as creches estão destruindo as crianças, para que elas sejam reconstruidas no futuro proximo, tornando assim, uma mente que estava em desenvolvimento em uma mente confusa. Pois se ensinarmos as crianças a não fazerem fila, quando eles presenciarem uma situação no mundo real (fora da escola) onde é necessário fazer uma fila, creio que eles encontrarão certas dificuldades. Então a vida os ensinará que é necessário fazer fila... Mas eles ficaram de fato confusos. Isso não é militarismo e sim, disciplina e respeito. Respeitar os mais velhos primeiramente, e logo respeitar aqueles que chegaram mais cedo, e logo estão na fila primeiro que eles, pois é grade injustiça o ultimo a chegar querer passar na frente de todos os demais.

    ResponderExcluir
  23. Oi Anônimo, Tudo bem?
    Como apontei na postagem, a minha discussão é a diferença do sentido da fila na escola e na sociedade. Como disse ali, no banco, fazemos fila para pagar contas, no restaurante por kilo, a fila é para pegar e pagar pela comida. Mas o objetivo da fila em sociedade não é para ir de um lugar para outro. Ninguém se desloca de um lugar para o outro em fila na sociedade sem que haja um objetivo prático.
    Então, se o pressuposto de que não fazer fila pode gerar confusão nas crianças estiver correto, elas devem se perguntar: porque eu não ando em fila na calçada e na escola tenho que ir de um lugar para o outro na fila?
    Tem um texto bem bacana do Gatarri (GUATTARI, F. As creches e a iniciação. In: GUATTARI, F. Revolução molecular: pulsação política do desejo. 3. ed. São Paulo: Brasiliense, 1987) que discute bem essa questão apontada por você sobre a creche destruir as crianças. Ele aponta que isso acontece quando a creche prepara para o controle e para a submissão e não quando ensina as crianças a pensar, criar e se movimentar.
    Te digo, que como professora de Educação Infantil da rede pública em São Paulo, esse texto me ajudou muito a refletir o sentido da educação das crianças pequenas e me tornar uma professora melhor. Afinal, para isso que serve os textos, as conversas e os debates, não é?
    Quanto a quantidade de crianças, sempre há uma preocupação de virar um caos sem fila. Tem experiências ótimas que mostram que é possível organizar outras formas de deslocamento na escola. Se quiser algumas possibilidades, me avise que te indico escolas com projetos bacanas para você visitar, ok? Abraço forte!

    ResponderExcluir
  24. Olá! Acompanhei suas colocações e amei!Estou pela primeira vez com uma turma de 1º período e a única coisa que não estou conseguindo fazer, com sucesso, é a fila... Daí vim parar neste artigo e nestes comentários, pois comecei a pesquisar sobre filas e educação infantil. Assim como o "anônimo" estava com medo de perder o controle e as crianças. Mas vou repensar minha prática. Creio q terei sucesso! Abraços!

    ResponderExcluir

Olá! Comente aqui sua opinião!